Posts com Tag ‘Projetosa’

Esse Vídeo-Arte-educacional é parte do projeto ARTE EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UNINDO SABERES COMPARTILHANDO CIDADANIA – Projeto realizado pelo Coletivo Samaúma com o apoio da organização não-governamental sem fins lucrativos Argonautas Ambientalistas da Amazônia.O vídeo apresenta a peça SERES ANIMADOS em três comunidades de Soure, Marajó.

A peça reflete a problemática ambiental através de uma linguagem lúdica, com arte de circo, teatro e educação ambiental. “O objetivo do projeto Arte Educação Ambiental: Unindo Saberes, Compartilhando Cidadania é aflorar o desenvolvimento artístico, cultural e ambiental das comunidades de Soure, Marajó, gerando o desenvolvimento local para uma cultura de paz que resgate e fortaleça a memória dos povos tradicionais, gerando renda através do ecoturismo e dos saberes populares, Explica Samir Raoni, cordenador de Cultura de Paz do Projeto, em entrevista para o Portal Rede Teatro da Floresta”

Um desdobramento dessa experiência é produção de um vídeo documentário Arte Educacional que tem por objetivos resgatar a memória tendo por base a metodologia consagrada no projeto “Brasil Memória em Rede”. Os resultados esperados são: a) Comunicar as realidades das três comunidades envolvidas; b) Demonstrar a Arte Educação Ambiental como alternativa de transformação social; c) Ajudar na divulgação para conseguir apoios para a continuidade desse trabalho, que em seu plano prevê oficinas de inclusão digital, fotografia, memória, teatro, artes circenses, confecção de brinquedos educativos, arte-reciclagem, artesanato e iniciação a Permacultura, conclui Rafael de Rivera, cordenador Pedagógico do Projeto em entravista para a Rede Teatro da Floresta.

MISSÃO

O Coletivo Samauma vem aprofundando suas raízes para três desafios; 1) despertar o valor da educação nas comunidades onde atua, usando a arte como instrumento; 2) contribuir para o desenvolvimento sócio-ambiental e cultural, valorizando a diversidade e a memória social; 3) Promover a Arte Educação Ambiental Transdiciplinar através da visão de Ecologia Sistêmica baseada na Permacultura. Mais informações sobre os samaumeiros acesse: http://www.samauma.wordpress.com

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Anúncios

Projeto articula comunicadores comunitários em rede colaborativa

O projeto foi aprovado em edital do Navegapará e será implementado pelos Argonautas

Entre os vinte e três projetos aprovados pelo edital “Infocentros Navegapará: Ações Colaborativas para a Cidadania Digital”, está o projeto Rede Amazônia de Comunicadores Comunitários – REDECOM, apresentado pelos Argonautas, como uma ação complementar de continuidade do projeto Rede Amazônica de Protagonismo Juvenil, realizado pelos Argonautas em convênio com o Ministério da Cultura.

Os comunicadores comunitários capacitados em oficinas de comunicação comunitária e cursos de comunicação popular serão articulados em uma rede de produção de informação e comunicação colaborativa. As ações terão base a infraestrura montada em quarenta infocentros do Navegapará, oitenta telecentros de pontos de cultura, e centenas de laboratórios de informática de escolas. Essa interação tem como objetivo de aprofundar pesquisas e práticas de comunicação comunitária em rede. Para isso serão criados meios de comunicação popular colaborativos, como webradio, webtv e blog, articulados em formato de rede social. Espera-se, com essa prática, ampliar a utilização dos infocentros, telecentros e laboratórios para usos mais qualificados, para além da informática básica, e disseminr o uso de plataformas livres.

As metas do projeto prevêm a realização de curso à distância sobre Redes Sociais distribuídas; a realização de oficinas de produção em audiovisual visando e a criação e gestrão de programas de webradio e webtv.

Entre os projetos aprovados pelo edital “Infocentros Navegapará: Ações Colaborativas para a Cidadania Digital”, cinco são ligados a pontos de cultura: Guamá conectado na Comunicação Comunitária pelo Desenvolvimento Local (Ponto Ananin – Ananindeua); Jovem em Rede (Ponto de Cultura Galpão de Artes de Marabá); REDECOM – Rede Amazônia de Comunicadores Comunitários (Pontão de Cultura Rede Amazônica de Protagonismo Juvenil); Infocentro Cultura de Ouro (Ponto de Cultura de Ouro – Itaituba); e Vídeo na Escola (Coletivo Puraquê – Santarém). Como muitos projetos estão voltados para as áreas de Comunicação Social e de Tecnologia da Informação, isso fortalece mais ainda a rede de pontos de Cultura do Pará.

Fonte: Coordenação de Comunicação da Rede Amazônica de Protagonismo Juvenil

Publicado originalmente em www.redejuvenil.com.br e www.redeamazoniajuvenil.ning.com