Posts com Tag ‘ponto de cultura’

Publicado em 01/03/2011 por redecom

Mistica de conexão com a natureza no Seminário Redecom

Encerramos ontem, dia 27 (domingo) uma intensa jornada de atividades, composta por três importantes atividades. Nos dias 19 e 20 realizamos em Marabá o Seminário da Redecom – Rede Amazônia de Comunicadores Comunitários, rede que foi rebatizada como “Comunicação e Cultura em Rede Amazônia”. Foi um momento muito especial de contato presencial e vivência da rede que vem sendo construída há mais de um ano. O Seminário contou com a participação 32 membros da Redecom ligados a pontos e pontões de cultura, infocentros, cineclubes, escolas, universidades e outros coletivos culturais.

Apresentação dos participantes do Encontro Convivência e Cultura de Paz

Chegamos de Marabá na terça-feira à noite literalmente direto para o Casarão Cultural Floresta Sonora, sede local da produção do Encontro de Politicas e Convivência de Cultura de Paz, organizado colaborativamente pelo Instituto Pólis (Pontão de Cultura Convivência e Cultura de Paz) e Comissão Paraense de Pontos de Cultura-CPPC e que foi realizado nos dias 25 e 26 de fevereiro. Foi mais um momento de grande troca de saberes e sensibilidade que contou com a participação de pontos de cultura, cineclubes e muitas outras iniciativas culturais do Pará. No dia 27 encerramos com chave de ouro a jornada de mobilização e pactuação de agendas da rede de pontos com a reunião da CPPC – Comissão Paraense de Pontos de Cultura. Esses dois eventos foram realizados no Parque dos Igarapés, um agradável hotel-fazenda localizado nos arredores de Belém.

Mistica de transição entre o Encontro Polís e a Reunião da CPPC

Foram duas semanas seguidas de atividades. No décimo-quinto dia (hoje, 28 de fevereiro) reservamos para descanso da equipe de colaboradores que se desdobrou para organizar esses três momentos da rede.

Infelizmente, em Marabá a Internet não funciona muito bem. Mesmo assim conseguimos transmitir alguns momentos do Seminário pela webradio do Circuito Fora do Eixo. Em Belém, a Internet no Parque dos Igarapés não estava funcionando e os modems portáteis da Tim e da Vivo estavam sem sinal. Esses percalços tecnológicos nos impediu de enviar informações mais quentes, em cima do ato. Porém, a partir de amanhã vamos começar a postar os milhares de megabites que recolhemos em formato de fotos, vídeos, áudios e textos através dos vários coletivos que interagiram durante a jornada, compartilhando os links de acesso.



MENSAGEM AOS SELECIONADOS

Você foi selecionado(a) para participar do Encontro Regional de Convivência e Cultura de Paz,  organizado colaborativamente pelo Pontão Convivência e Cultura de Paz (Instituto Polis), Ponto de Gestão Compartilhada do Circuito Fora do Eixo Pará e Comissão Paraense de Pontos de Cultura-CPPC.
O Encontro será realizado nos dias 25, 26 e 27 de fevereiro de 2011 (sexta, sábado e domingo), em Belém-PA, no Parque dos Igarapés (Travessa WE 12 n.º 1000 – bairro do Satélite-Fone: (91) 3248 1718.
Veja aqui a programação e a metodologia do Encontro Regional de Convivência e Cultura de Paz.
Esclarecemos que a lista de selecionados levou em consideração a data de inscrição (encerrada dia 15), a não solicitação de passagem e de hospedagem pelo inscrito, já que os recursos para estes dois itens são limitados e a garantia de um participante por entidade, instituição ou grupo.
Pedimos desculpas pela demora, mas somente ontem tivemos condições de concluir a análise e validação de todos os pedidos de inscrição, com a presença de representante do Instituto Pólis, entidade gestora do Pontão que organiza o Encontro.
Alertamos que o projeto não permite pagamento de passagens aéreas, nem despesas de taxi, mototaxi e assemelhados. Os participantes que demandaram passagem devem comprar o bilhete de vinda e será ressarcido do valor aqui em Belém. O valor total de deslocamento (vinda e volta) não pode ultrapassar R$ 180,00 (Cento e oitenta reais).
Por favor, confirme sua participação no Encontro, respondendo SIM ou NÃO no formulário aqui.
Ou ligue para (91) 9258-2280 (Veridiana), (91) 8154-1386 e (91) 8283-4237. 

VEJA:

Mais informações sobre Encontro Regional de Convivência e Cultura de Paz nos sites: http://redecom.wordpress.com/
O sítio Refazenda, é um espaço de 3,6 hectares, onde são exercidos os  conceitos emergentes de sustentabilidade humana focada na Permacultura como: Casas bio-construídas e bio-climatizadas, telhados vivos, cozinha e galinheiro ecológicos, banheiro compostável, bioremediação de águas servidas, hortas-mandala, cultivo de plantas de uso alimentar, fitoterápico, aromático, paisagístico, fogão e forno de barro e viveiro de mudas; demonstrando na prática como é viver sustentavelmente. A proposta principal é formar um exemplo vivo onde as tecnologias interagem em harmonia com a natureza. Conta Rafael de Rivera – Coordenador Pedagógico do Coletivo Samaúma.
Após quase um ano de planejamento e construção, o Sítio Refazenda, convida os parceiros potenciais para um dia interativo, abrindo suas hortas, igarapés e trilhas para visitações, vivências e cursos.
O dia começou com a Roda dos Jardineiros (as), dinâmica realizada por Samir Raoni, cordenador de Cultura de Paz do Coletivo Samaúma – Arte Educação Ambiental, pertencente a organização não-governamental Argonautas Ambientalistas da Amazônia, que integra o conselho gestor do Sítio Refazenda.
A Roda dos Jardineiros começa com uma reflexão sobre a origem das rodas e sua importância para relações mais solidárias e humanas, “ a roda não tem tamanhos maiores nem menores. É proporcional em todas as suas dimensões. As rodas geram os ciclos dos anéis universais, dos sistemas solares às galáxias, as proporções moleculares e  tantos outros processos naturais. A roda é o elo de ligação, é a representação das redes, é o simbolo das mandalas que representam a perfeição das proporções em si” reporta Samir Raoni para o núcleo de comunicação do Samaúma.
Em seguida ouve um diálogo sobre os princípios éticos da permacultura ministrada pelo Fernando Paraense (Nando). Este falou da deturpação do termo ecologia, refletiu os três princípios da permacultura, da importância da economia solidária, das agroflorestas, energias limpas e explanou sobre sua experiência em ter construído um ambiente sistêmico. Foi um momento de interação, reflexão de uma nova postura para nossos atos de consumo e interação com o meio ambiente.
Após temos refletido sobre práticas ecológicas, todos foram convidados a um almoço com alimentos integrais e orgânicos.
Estando todos bem nutridos, o grupo foi adentrar a floresta conhecer as trilhas, o igarapé, relaxar ouvindo som de passarinhos, pés nas folhas e sentir a água gelada de igarapé no corpo.
O dia teve seu desfecho com uma peça de fantoche oferecida pelo Rafael>>>>>>, colaborador do Sítio Refazenda.

HORTA

O sítio Refazenda, é um espaço de 3,6 hectares, onde são exercidos os  conceitos emergentes de sustentabilidade humana focada na Permacultura como: Casas bio-construídas e bio-climatizadas, telhados vivos, cozinha e galinheiro ecológicos, banheiro compostável, bioremediação de águas servidas, hortas-mandala, cultivo de plantas de uso alimentar, fitoterápico, aromático, paisagístico, fogão e forno de barro e viveiro de mudas; demonstrando na prática como é viver sustentavelmente. A proposta principal é formar um exemplo vivo onde as tecnologias interagem em harmonia com a natureza. Conta Rafael de Rivera – Coordenador Pedagógico do Coletivo Samaúma.

Após quase um ano de planejamento e construção, o Sítio Refazenda, convida os parceiros potenciais para um dia interativo, abrindo suas hortas, igarapés e trilhas para visitações, vivências e cursos.

magia de cada ser

O dia começou com a Roda dos Jardineiros (as), dinâmica realizada por Samir Raoni, cordenador de Cultura de Paz do Coletivo Samaúma – Arte Educação Ambiental, pertencente a organização não-governamental Argonautas Ambientalistas da Amazônia, que integra o conselho gestor do Sítio Refazenda.

A Roda dos Jardineiros começa com uma reflexão sobre a origem das rodas e sua importância para relações mais solidárias e humanas, “ a roda não tem tamanhos maiores nem menores. É proporcional em todas as suas dimensões. As rodas geram os ciclos dos anéis universais, dos sistemas solares às galáxias, as proporções moleculares e  tantos outros processos naturais. A roda é o elo de ligação, é a representação das redes, é o simbolo das mandalas que representam a perfeição das proporções em si” reporta Samir Raoni para o núcleo de comunicação do Samaúma.

Nando falando sobre os principios éticos da permacultura

Em seguida ouve um diálogo sobre os princípios éticos da permacultura ministrada pelo Fernando Paraense (Nando). Este falou da deturpação do termo ecologia, refletiu os três princípios da permacultura, da importância da economia solidária, das agroflorestas, energias limpas e explanou sobre sua experiência em ter construído um ambiente sistêmico. Foi um momento de interação, reflexão de uma nova postura para nossos atos de consumo e interação com o meio ambiente.

Após temos refletido sobre práticas ecológicas, todos foram convidados a um almoço com alimentos integrais e orgânicos.

Estando todos bem nutridos, o grupo foi adentrar a floresta conhecer as trilhas, o igarapé, relaxar ouvindo som de passarinhos, pés nas folhas e sentir a água gelada de igarapé no corpo.

O dia teve seu desfecho com uma peça de fantoche oferecida pelo Rafael Soares, colaborador do Sítio Refazenda.

É preciso reencantar o mundo

Veja mais fotos dessa ação no nosso Flickr, acesse: www.flickr.com/photos/samauma

Fonte: Portal de Cultura Rede Amazônica de Protagonismo Juvenil

Argonautas  Pontão de Cultura Rede Juvenil faz visita a Revista Viraçâo luz

Após ter participado do III Fórum do Brasil Memória em Rede, que aconteceu no SESC Vila Mariana no período de 19 a 21 de agosto, o jovem Samir Raoni, cordenador do Programa de Protagonismo Juvenil dos Argonautas e facilitador do projeto Pontão de Cultura Rede Amazônica de Protagonismo Juvenil, aproveitou a presença em São Paulo para cumprir uma agenda de visitas a parceiros.

A primeira visita aconteceu nesta segunda-feira, dia 24 de agosto, junto à equipe da Revista Viração que já é parceira dos Argonautas desde 2005. A equipe ficou muito contente com a visita que vem sendo planejada desde o começo de 2009. O momento permitiu a articulação de um espaço mensal na Revista pelos pólos da Rede Amazônica de Protagonismo Juvenil. Segundo Samir Raoni, o diálogo proporcionou um grande ganho para as juventudes do Norte. Uma das pautas da conversa foi sobre as oficinas de Comunicação Comunitária (ComCom) que o projeto realizou junto aos pólos do projeto. Também foi feita uma breve apresentação das atividades dos Jovens Ambientalistas Argonautas.

Vivian Ragazzi, Editora da Revista parabenizou a atuação da juventude amazônida quando viu o portal www.redejuvenil.com.br que traz um registro da produção dos programas de webTV, webrádio e Blog realizados nas oficinas de ComCom. Ragazzi Deixou o convite para as próximas edições da Revista publicar conteúdos da Rede Juvenil. Na oportunidade Samir Raoni compartilhou ferramentas Freesociais (issuu, ning e bblilvre) com a equipe da Revista.

Paulo Lima, presidente da Viração.Org reconhece a importância da Rede Amazônica de Protagonismo Juvenil para consolidar as várias juventudes existentes no Brasil.

“Os Argonautas estão trabalhando no empoderamento comunitário para que esses atores sejam protagonistas de suas realidades, pois sabemos que esse é um processo contínuo, onde todos somos responsaveis”, pondera Samir.

O Projeto/Revista Viração desenvolve diversos projetos voltados às (aos) jovens e adolescentes, buscando dar visibilidade às suas iniciativas e fornecendo ferramentas para que elas (eles) se expressem por meio de uma comunicação democrática.

Com oficinas organizadas por educadores ligados à Viração, os participantes debatem conceitos importantes como o direito à comunicação, ética, diversidade, e socializam suas experiências com jovens de diferentes realidades sociais. Os produtos dos encontros são jornais, murais e blogs, nos quais elas (eles) têm a oportunidade de exercer sua cidadania e divulgar suas ações.

<b>Para saber mais sobres os projetos da Revista Viração acesse: www.revistaviracao.org.br

(11) 3237-4091</b>

Para saber mais sobre o Pontão de Cultura Rede Amazônica de Protagonismo Juvenil acesse: www.redejuvenil.com.br / www.redeamazoniauvenil.ning.com

Para falar com Samir Raoni acesse: www.samiraoni.wordpress.com / www.flickr.com/photos/samiraoni / www.issuu.com/samiraoni/docs
(91) 8181- 4994

Próximas visita de Samir Raoni, Argonautas / Pontão de Cultura Rede Juvenil

24 de agosto, 17 horas – Instito Pólis/ Pontão de Cultura de Paz

25 de Agosto, 10 horas – Museu da Pessoa

25 de Agosto. 15 horas – Ponto de Cultura Cineclube São Paulo

26 de Agosto, 10 horas – Revista Onda Jovem

26 de Agosto, 15 horas – Cineclube Atibaia

26 de Agosto, 14 horas – FUNART

27 de Agosto, 10 horas – Ponto de Cultura Mídias Livres

28 de Agosto, 10 Horas – TEIA Regional – Pontos de Cultura de São Paulo. Paulo.