Posts com Tag ‘Cultura’

Foto: Espaço Eco House, Rua Amaro Cavalheiro 158, São Paulo.
Aos amigos que estiverem em São Paulo nesse Domingo (24/02), vou estar presente na Eco House, em papo com Dani Botelho e os outros empreendedores sociais da casa.
O norte do papo tem haver com os projetos que o Circuito Polifonico tem empreendido deis de 2010, com diversos artístas, produtores, escritores, cineastas, dançarinos, musicos, pesquisadores, ou seja, um circuito de pessoas que desenvolvem ações de arte e cultura, regidos pelos principios de redes sociais distribuídas, pontos interconectados de pessoas que se organizam a partir de um (ou mais) pontos em comum, e que, fundamentalmente, agem de forma independente em sem hierarquia entre si, valorizando as relações humanas e a autonomia.A chegada em São Paulo em julho ate dezembro de 2012, serviu para aproximar novos parceiros, projetos e sonhos. Hoje, estamos mais orgânicos como amigos-artístas-sonhadores. Tendo espaços para receber e aprofundar olhares e relações, um desses ambientes é o Estúdio Lâmina, galeria de arte pilimorfa, que trabalha com 11 artístas residentes de forma independente. Outra, é a Airon Fidler Films, produtora de filmes que trabalha na construção do imaginário da cena independente e principalmente rock ‘n’ roll, tendo como cerne a banda Picanha de Chernobill. Ambos moradores do Centro Histórico de São Paulo.
O papo na casa tem como portas e janelas essas iniciativas muitas vezes expontâneas e não-institucional, afinal, ainda estamos nos conhecendo, mas estamos bem felizes (todos) pelo convite e interesse de partilhar poéticas do olhar. Tem sido bem interessante exercitar rodadas de negócios livres para cambiar tecnologias sociais, projetos, idéias criativas e colaborativas.

Anúncios

Eles estão na cidade… finalmente. Belém deve ser a sexta capital, se não perdi a conta, a receber o projeto que iniciou, em abril deste ano em São Paulo. É possível seguí-los e assistí-los on line, além de saber de todos os passos que dão neste projeto.

Já passaram por Brasília, Salvador, Recife, Belo Horizonte e daqui seguem para Manaus, mas só depois do dia 22. Até lá, o Grupo Oficina de José Celso Martinez, com o “Dionisíacas em Viagem” fincam os pés na Cidade das Mangueiras.

Quando chegam, costumam sair em cortejo chamando para os espetáculos. Isso deve acontecer na semana que vem, porque nesta iniciam as oficinas, que são muitas, diversas e gratuitas.

Chamadas Uzynas Uzonas, ela propõem novas linguagens artísticas, baseadas na estrutura de montagem dos próprios espetáculos, onde a força da tecnologia se torna experimento cênico. Uma delas, por exemplo, ilustra bem isso. A oficina de Vídeo e Transmissão on line é para os interessados em Cinema Digital, ligado às artes cênicas de atuação, e à Internet – Transmissão Direta dos espetáculos.

Mas também vão acontecer oficinas de direção, atuação e música, sonoplastia, iluminação, figurino, arquitetura cênica e direção de arte, direção de cena e produção. E tem outra. Vários participantes poderão atuar nos espetáculos ou em seus bastidores.

Em Belém, elas acontecem entre os dias 12 e 22, na Escola de Teatro e Dança da Ufpa, e entre os dias 16 e 22, no Teatro de Extádio. Construído para abrigar cerca de 2.000 pessoas, a estrutura está sendo armada, desde domingo, na Praça da Bandeira.

Logo, logo, Taniko, o Nô Bossa Nova, “Cacilda!!”, “Bacantes” e “Banquete de Platão estarão sob nossos olhares e para quem fizer as oficinas talvez muito mais que isso.

Ainda há vagas, são 40 por oficina e não se pode fazer mais de uma. No primeiro dia Zé Celso Martinez conversa com todas as turmas. Mais informações pelos telefones do Teatro Cláudio Barradas – 91 3212.5050 / 3212.5050.

Postado por Holofote Virtual às 01:52

Festival Territórios de Teatro

Publicado: 11 de agosto de 2010 em Geral
Tags:, , , ,

Uma semana inteirinha para curtir teatro. O Territórios chega em seu terceiro ano. Logo mais, às 10h, a abertura com o Pássaro Tucano dá início a uma grande jornada que se espalhará por vários pontos da cidade. Fique atento aos locais, espetáculos e os horários para aproveitar ao máximo.

Ao todo serão apresentados 24 espetáculos, chegando a exibição de até quatro por dia.
Na programação, a oportunidade de ver espetáculos que, apesar de terem ficado longa temporada em cartaz, ainda tem muita gente que não viu, como “Abraço”, com o Cláudio Barradas, e também alguns que ficaram em curtíssimas agendas, como espetáculo de marionetes “Contos da Floresta”.

O In Bust está com duas peças: “Sirênios” e “O Conto que eu vim Contar”.

Já os Palhaços Trovadores retornam com o excelente “Mão de Vaca”, assim como A Casa da Atriz, de Yeyé Porto, reapresentará “A Troca e a Tarefa”.

A maioria dos espaços tem endereço já conhecido para o público, como o Teatro Maria Sylvia Nunes, o Anfiteatro da Praça da República e até memso o Teatro Cláudio Barradas, que fica na Escola de Teatro de Dança da UFPA, na Jerônimo Pimentel com a Dom Romulado de Seixas. O Casarão do Boneco, na 16 de Novembro, 815 e a Casa da Atriz, na Oliveira Belo, 95, entre Generalissimo e D. Romulado de Seixas.

A Praça e o Memorial Indígena, no Ver-o-Rio, como o Maria Sylvia Nunes, entram pela primeira vez como espaço da programação. Também vão receber espetáculos, o Teatro Fundação Curro Velho (Na Fundação Curro Velho), o Teatro Porão Unipop (Na Senador Lemos, 557) e o Teatro Cuíra. Abaixo a programação completa.

A entrada é franca, mas os espetáculos apresentados em locais fechados terão como ingressos a doação de 1 Kg de alimento não perecível, que serão doados à instituição Paravida. Mais informações no blog do evento.

Dia 08 – Abertura

Teatro Universitário Cláudio Barradas -10h – PÁSSARO TUCANO

Casarão do Bonecos – 20H – MORGUE INSANO AND COOL

Dia 09

Anfiteatro da Praça da República – 19h30 – O MÃO DE VACA

Teatro Cuíra – 21h – ABRAÇO

Teatro da Fundação Curro Velho – 19h – UMA FLOR PARA LINDA FLORA

Dia 10

Casarão dos Bonecos – 19h – SIRÊNIOS

Anfiteatro da Praça da República – 19h30 – CONTOS DA FLORESTA

Teatro Cuíra – 21h – IRACEMA VOA

Dia 11

Casarão do Bonecos – 19h – O CONTO Q EU VIM CONTAR

Anfiteatro da Praça da República – 19h30 – PERIFÉERICO

Teatro Cuíra – 21h – ÚTERO

Dia 12

Teatro Cuíra – 21h – SEM FLOR, SEM PERFUME, SEM MARGARIDA

Teatro da Fundação Curro Velho – 19h-RETALHOS DE HOLANDA

Teatro Porão Cultural da Unipop – 20h – A MULHER MACACO

Teatro Universitário Cláudio Barradas – 21h – CORPO SANTO

Dia 13

Teatro da Fundação Curro Velho – 19h – ÁGUAS DE MARIANA

A Casa da Atriz – 19h – A TROCA E A TAREFA

Teatro Universitário Cláudio Barradas – 21h – MEIO DIA DO FIM

Dia 14

Praça Ver-o-Rio 17h – Grupo de Experimentação Teatro Miniatura

Memorial dos Povos Indígenas – 19h – 6 MESES AQUI

Teatro da Fundação Curro Velho – 19 – QUEM TEM RISO VAI A LONA

Teatro Universitário Cláudio Barradas – 21h – FROZEN

Dia 15

Teatro Universitário Cláudio Barradas – 18h – DONS DE QUIXOTE

Teatro Maria Sylvia Nunes – 21h – IN BETWEEN

Postado por Holofote Virtua

De 23 a 25 de julho, Belém recebe a I Jornada Paraense de Cineclubes (JOPACINE), evento que promoverá o encontro dos Cineclubes do Estado do Pará. A proposta é discutir políticas públicas de incentivo aos cineclubes e estratégias de desenvolvimento da atividade cineclubista no estado.

A JOPACINE é convocada por trinta e três (33) organizações cineclubistas reunidas nos “II DIÁ-logos Cineclubistas – Construindo a Jornada Paraense de Cineclubes”, evento realizado no último dia 15 de maio, no Instituto Nangetu de Tradição Afro-Religiosa e Desenvolvimento Social. Sem orçamento e ao mesmo tempo sem economia de esforços, o evento vem sendo estruturado em rede, de forma colaborativa, com os seus passos sendo permanentemente publicitados de forma a que a sociedade possa acompanhá-los.

Estão convidadas a participar da programação todas as organizações cineclubistas atuantes no Estado do Pará, filiadas ou não ao Conselho Nacional de Cineclubes (CNC), assim como os representantes de instituições públicas e particulares, entidades da sociedade civil e outras nas quais sejam desenvolvidas atividades de caráter cineclubista.

Os interessados devem apresentar documentos que comprovem o caráter democrático da entidade ou grupo informal; o compromisso cultural e ético da organização; o plano de desenvolvimento de ações cineclubistas e, quando for o caso, relatório de atividades. As inscrições podem ser feitas até a véspera do evento, 22 de julho.

Para mais informações, acesse os links abaixo.

 

Mini documentário sobre novos cineclubes que foram capacitados na oficina

do Cine Mais Cultura realizada em Belém nos dias 17 a 21 de maio de 2010.

A oficina teve o apoio do Tuxaua da Rede Norte de Cineclubes, Samir Raoni e do coordenador do projeto Inovacine/Fapespa, Francisco Weyl, ambos integrantes da Comissão Organizadora da Jornada Paraense de Cineclubes que irá acontecer de 22 a 25 de julho em Belém do Pará em parceria com o IDEA 2010.

Samir Raoni falou de formação de redes, web-ativismo-digital, apropriação das novas tecnologias e sentimento de pertencimento, tendo como ponto de reflexão os elos de parceria que tem sido feitos através de ações colaborativas em rede.

Francisco Weyl apresentou o projeto de democratização de cinema no Pará e formação de cineclubista, ressaltando a vivência e resultado obtido em cada lugar por onde o projeto já aportou com sua caravana de oficineiros.

Nessa segunda oficina do Cine Mais Cultura participaram representantes de Tocantins, Rondônia, Roraima Pará e Amapá.

Fotos da oficina 1: (Aqui)

Ps: Esse Mini documentário realizado pelo Labirinto Cinema Clube

www.labirintocinemaclube.com.br

Selecionados nos editais estaduais receberão equipamentos, acervo audiovisual e capacitação cineclubista

Dezenas de municípios do Acre, Pará e Piauí passarão a contar com novas salas para exibição gratuita de filmes, os Cines Mais Cultura. As localidades beneficiadas situam-se nas periferias dos centros urbanos e no interior dos estados, nos Territórios da Cidadania, e não possuem salas de cinema.

Com investimento de cerca de R$ 1,2 milhão, sendo 67% de recursos federais e 33% da contrapartida dos governos estaduais, os selecionados receberão equipamentos de projeção, acervo audiovisual com obras do catálogo da Programadora Brasil e oficinas de capacitação cineclubista.

Confira as relações de contemplados no Acre, Pará e Piauí.

Editais Estaduais – A iniciativa, que visa ampliar o acesso da população ao cinema e apoiar a difusão da produção audiovisual nacional, é desenvolvida por meio de editais lançados em parceria com o Ministério da Cultura. Até o final deste ano, 1.600 salas de exibição não comercial deverão integrar uma rede nacional.

Leia mais.

(SAI/MinC


Olá Sra Thalita,


Como vai?

Fico muito grato por ter entrado em contato para definirmos as datas que a Comissão Paraense de Pontos de Cultura – CPPC / Gt Audiovisual e Cineclube Rede Norte – CRN eixo Pará, junto ao Movimento Cineclubista da Região Metropolitana de Belém irão se reunir na Casa da Juventude – Centro de Articulação Social e Apoio da Juventude. Diálogo que tem o Apoio do Pontão de Cultura Rede Amazônica de Protagonismo Juvenil e Pontos de Cultura do Pará, que tem feito parcerias com as instituições/atuações governamentais, ampliando a atuação e articulação da sociedade civil organizada ou como diz alguns amigos do movimento: se organizando.

A Casa da Juventude(CAJU), nos interessa porque a Casa é mais que um símbolo. É a síntese do trabalho do Governo do Estado para apoiar, capacitar e gerar oportunidades aos jovens do Pará, e essa missão se dá em parceria com os movimentos de base, com os projetos que acontecem no interior destas comunidades, envolvendo unidades de ensino e compartilhamento do saber, em Infocentros, Centros Comunitário, Bibliotecas Comunitárias, Associação de Bairro, Sindicatos…

Nesse sentido estamos sempre dialogando com Gestores Públicos e Comunidades Locais, acreditando que essa parceria é capaz de gerar posi tivas transformarções!


Nesse sentido, as Comissões Estaduais, instâncias de representação dos Pontos e Pontões de Cultura e são formadas autonomamente por cada fórum estadual. A Comissão Paraense de Pontos de Cultura – CPPC, foi definido pelo Fórum Paraense de Pontos de Cultura – FPPC a composição da Comissão Paraense de Pontos de Cultura (CPPC) mediante critérios de indicação por GTs permanentes (criados pela plenária do Fórum) e indicação por representação das 12 regiões de integração do Pará aprovadas na Plenária).

CPPC – Comissão Paraense de Pontos de Cultura


O Cineclube Rede Norte – CRN é um facilitador desse debate que vem sendo fomentado por vários projetos/coletivos/ongs e organizações atuantes nas causas sociais-culturais-ambientais do Pará.


Estamos convidando a todos, pesquisadores, educadores, cineclubistas, roteiristas, atores e atrizes que integrem a Comissão Organizadora da Jornada Paraense de Cineclubes – JOPACINE e Fórum Audiovisual Amazônia Legal – FAAL, (eventos de fundamental importância para o fortalecimento da identidade da população Amazônida) que participem das Rodas de Encaminhamento da JOPACINE E FAAL que acontecem nas segundas-feiras de cada semana (segue calendário abaixo), na Sala de Reuniões da CAJU.


Junte-se a esse novo ciclo que inicia em nosso movimento!

Calendário com Datas e Horários das Rodas de Encaminhamentos do Movimento Cineclubista do Pará, tabela do Movimento da Região Metropolitana de Belém.

Local: CAJU

End: Gentil, ao lado do Centur

Contatos: (91) 8181-4994 / redecinenorte@yahoo.com.br

Rede Social: www.redecinenorte.ning.com


..: EM ANEXO TABELA DE DATAS E HORÁRIO DAS RODAS DE ENCAMINHAMENTOS DO MOVIMENTO CINECLUBISTA DO PARÁ.

Mês Dia Horário Observação
Abril 6 16 horas ás 19 horas
Abril 13 16 horas ás 19 horas
Abril 20 16 horas ás 19 horas
Abril 27 16 horas ás 19 horas
Maio 4 16 horas ás 19 horas
Maio 11 16 horas ás 19 horas
Maio 18 16 horas ás 19 horas
Maio 25 16 horas ás 19 horas
Junho 1 16 horas ás 19 horas
Junho 8 16 horas ás 19 horas
Junho 15 16 horas ás 19 horas
Junho 22 16 horas ás 19 horas
Junho 29 16 horas ás 19 horas
Julho 6 16 horas ás 19 horas
Julho 13 16 horas ás 19 horas
Julho 20 16 horas ás 19 horas
Julho 27 16 horas ás 19 horas

—-

Aproveito a oportunidade e venho em nome do Movimento Cineclubista do Pará enviar a Carta Aberta do Movimento Cineclubista do Pará, ao Governo do Estado, ao Conselho Nacional de Cineclubes, a Secretária de Audiovisual e a Todos do Movimento do Audiovisual/Cineclubismo.

ao mesmo tempo em que lançamos essa carta aberta com intuito de somar,
de compartilhar e sugerirmos idéias que visam o fortalecimento
do audiovisual em nosso Estado.

Fazemos parte de um grupo denominado “CRN – Cineclube Rede Norte/Pará” que reúne 9 cineclubes com forte atuação na
capital e no Estado. Estamos nos organizando em rede exatamente por
entender que somente com a cultura colaborativista, poderemos tratar
da questão do audiovisual como uma teia. E sabemos que o papel

dos exibidores ainda precisa ser melhor entendido e respeitado como
sendo de fundamental importância na cadeia produtiva dessa
linguagem.

A experiência da troca de conteúdos e vivências proporcionada pela participação nos DIÁLOGOS CINECLUBISTAS – A fala das práticas – Relatos de experiências e rodas de diálogos, evento livre, democrático e independente, realizado nos dias 17, 18 e 19 de agosto de 2009 em locais onde são
desenvolvidas as mais diversas praticas cineclubistas em Belém e em Ananindeua-Pará (onde foi escrita a CARTA DO MOVIMENTO CINECLUBISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELEM) e a Teia da Cultura Amazônica – fortalecendo as identidades e a diversidade regional nas comunidades, realizada de 4 a 7 de março de 2010 (onde a CARTA foi reaberta para novas adesões de movimentos de cidades do Pará, virando a CARTA ABERTA DO MOVIMENTO CINECLUBISTA DO PARÁ), trouxe para os seus participantes a certeza de que o CINECLUBE é um espaço de construção de aprendizados e diálogos democráticos e necessariamente uma ferramenta educativa capaz de formar consciências e culturas poéticas e visuais, pelas quais o ser humano pode vir a criar e a produzir um novo pensamento, assim como a arte na sua plenitude política e libertária.

Nesse sentido, nós, abaixo-assinados, realizadores, produtores e técnicos, atores e atrizes, cineclubistas, críticos e pesquisadores, exibidores e amantes do cinema, representantes de projetos e organizações com forte atuação em Belém, Ananindeua, Santa Barbara, Mosqueiro, Soure, Cachoeira do Arari, ,Parauapebas, Eldorado dos Carajás, Marabá, Rondon do Pará, Xinguara, Conceição do Araguaia, Santarém e Altamira, tornam pública a CARTA ABERTA DO MOVIMENTO CINECLUBISTA DO PARÁ, com o objetivo de refletir, compartilhar e sugerir idéias e propostas para fortalecer o cinema, o audiovisual e o cineclubismo no Estado do Pará.


Conheça a CARTA ABERTA DO MOVIMENTO CINECLUBISTA DO PARÁ, Link: http://redecinenorte.ning.com/forum/attachment/download?id=3785400%3AUploadedFile%3A8232


Assine a CARTA ABERTA DO MOVIMENTO CINECLUBISTA DO PARÁ, Link:

http://spreadsheets.google.com/viewform?formkey=dHFoT0MwWW1qZTNTVnYyRWlaSnAxNlE6MA

Fraternalmente,

Força e Honra!

– – – – –

Samir Raoni ۞

Comissão Paraense de Pontos de Cultura / Gt Audiovisual

Pontão de Cultura Rede Amazônia Juvenil

Gestor CRN – Cineclube Rede Norte

Pólo Pará Brasil Memória em Rede

Argonautas Ambientalistas da Amazônia

Website: www.samiraoni.wordpress.com

(91) 8181-4994

Teia das Relações

Twitter: www.twitter.com/samiraoni

Msn: samiraoni@hotmail.com

Flickr: www.flickr.com/photos/samiraoni

Orkut: Samir Raoni

Constelação
www.redeamazoniajuvenil.ning.com

www.redecinenorte.ning.com

www.bmr.org.br