Cine Argonautas


Histórico

Nossas oficinas Inclusão Digital e de Comunicação Comunitária se iniciaram com as atividades do Ponto de Cultura Ananin, em 2006. Realizamos atividades de artes visuais, sobretudo de exibição de vídeo, cinema e fotografia durante a programação da “Semana da Água Amazônica” em 2007. Foi uma semana de atividades sócio-culturais que atentavam para a necessidade de um uso sustentável dos recursos hídricos.

Reconhecendo a importância das linguagens audiovisuais fizemos parcerias com unidades de ensino de Ananindeua, eis que ai iniciasse os primeiros sintomas de práticas cineclubistas. A mostra de vídeo “Água e Cidadania”, junto a exposição fotográfica “Olhar sobre as Águas da Amazônia”, de Miguel Chikaoka, e o concurso fotográfico “Água e meio ambiente na Amazônia”, foram bastante comentadas em nossa semana de programação multimídia. Desde então, temos realizados atividades de exibição de vídeo, assim como cursos e oficinas de comunicação comunitária com atividades práticas de produção de vídeo: Roteiro, produção edição para montagem de Web TV e Web Rádio, em ambiente colaborativos e criação de Websites em Software Livre. Essas atividades se realizam principalmente através dos projetos Ponto de Cultura e Ananin e Pontão de Cultura Rede Amazônica de Protagonismo Juvenil projetos realizado pelos Argonautas Ambientalistas da Amazônia, financiado pelo Ministério da Cultura.

Hoje

Atualmente estamos realizando o projeto “Vidas Paralelas” no Estado do Pará. Compomos a coordenação da rede de apoio estadual do projeto.

Realizamos em dezembro de 2008, a primeira oficina de capacitação com a rede de apoio, depois uma oficina sobre linguagem e produção cinematográfica em parceria com a Escola de Cinema Darcy Ribeiro – RJ, e mais recentemente uma oficina de Educação Popular, Oficina de Cineclubismo promovida pelo Cine Mais Cultura em agosto de 2009 e em seguida realizamos em parceria com vários movimentos Cineclubistas o Diálogos Cineclubistas – A fala das práticas – Relatos de experiências e rodas de diálogos, evento livre, democrático e independente, realizado nos dias 17, 18 e 19 de agosto de 2009 em locais onde são desenvolvidas as mais diversas praticas cineclubistas em Belém e em Ananindeua, organizado e realizado por uma rede de dezenas de ONGs e projetos, entre as quais:

  • CINECLUBE AMAZONAS DOURO
  • CINECLUBE ARGONAUTAS
  • CINECLUBE CENTRO CULTURAL BRASIL ESTADOS UNIDOS (CINE CCBEU)
  • CINECLUBE CINEMA NA UTOPIA
  • CINECLUBE CORREDOR POLONÊS
  • CINECLUBE MÃE NANGETU
  • CINECLUBE REDE APARELHO
  • CINE MOCULMA

Tendo como um dos resultados desse diálogos a CARTA DOS CINECLUBISTAS DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM disponível no CRN – Cineclube Rede Norte, onde somos os Gestores de Comunicação.

Integramos o Fórum de Experiências Populares em Audiovisual – FEPA, constituindo também a Rede de Cineclubes do Trabalhador, que se reuniu pela primeira vez no “Festival Visões Periféricas que aconteceu de 21 a 26 de julho de 2009 no Rio de Janeiro.

Proposta

O Cineclube Argonautas – Cineclubismo Itinerante na Amazônia tem por objetivo realizar atividades de exibição de cinema e vídeo, assim como, oficinas e cursos de capacitação para as comunidades da região metropolitana de Belém, e a partir do apoio do Pontão de Cultura Rede Amazônica de Protagonismo Juvenil, dos Pontos de Cultura, e de parceiros locais, também pretendemos chegar a outras localidades do Estado do Pará.

Os temas geradores a serem abordados de forma transversal e integrada são:

  • Cultura e Trabalho
  • Cultura e Saúde
  • Cultura e Meio Ambiente
  • Cultura e Comunicação
  • Cultura e Redes Sociais e
  • Cultura e Desenvolvimento

Publico

O publico atendido serão trabalhadores e trabalhadoras, jovens, e lideranças comunitárias de unidades escolares, centros comunitários e comunidades quilombolas.

As ações que serão realizadas são basicamente exibições de filmes e documentários, prioritariamente brasileiros e de produção regional, a partir das temáticas acima citadas, assim como de suas possíveis interseções, seguidas de debate do publico com convidados que tenham relevante conhecimento sobre os assuntos abordados.

Também serão realizados cursos e oficinas sobre cineclubismo, comunicação comunitária, patrimônio e memória social, gestão compartilhada, protagonismo social, teatro solidário, entre outros.

Gestão

A gestão do Cineclube Argonautas – Cineclubismo Itinerante na Amazônia será COMPARTILHADA através de um CONSELHO composto por representantes e lideranças comunitárias de entidades com reconhecida atuação sócio-cultural na região metropolitana de Belém, sobretudo, as entidades que compõem o consorcio cultural do Ponto de Cultura Ananin, assim como outros parceiros e entidades governamentais e não-governamentais que compõem a rede do Pontão de Cultura Rede Juvenil.

Assim, pretendemos inserir e contemplar as demandas locais e especificas das comunidades do município de Ananindeua (município-sede do cineclube) e dos demais Pontos de Cultura do Pará.

Ações

As ações terão basicamente 3 formatos (podendo ser adaptados e/ou integrados):

1) Exibição de cinema e vídeo no espaço do cineclube:

1.1) Divulgação e inscrição de participantes;

1.2) Exibição;

1.3) Debate posterior a exibição;

1.4) Eventual formação de grupo de trabalho (gt) para continuidade do debate com vistas a formulação de propostas de continuidade;

1.5) Incentivo à formação de quadro de associados do cineclube.

2) Exibição de cinema e vídeo fora do espaço do cineclube (cineclube itinerante):

2.1) Divulgação e inscrição de participantes;

2.2) Exibição;

2.3) Debate posterior a exibição;

2.4) Eventual formação de gt para continuidade do debate com vistas a formulação de propostas;

2.5) Incentivo à formação de quadro de associados do cineclube.

3) Atividades de formação e capacitação:

3.1) Divulgação e inscrição de participantes;

3.2) Exibição;

3.3) Realização de cursos, oficinas e/ou seminários;

3.4) Eventual formação de gt para continuidade do debate com vistas a formulação de propostas;

3.5) Incentivo à formação de quadro de associados do cineclube.

Desafios

  1. Sensibilizar gestores públicos e comunidades locais para importância e potencial do audiovisual como ferramenta de educação e de transformação social;
  2. Viabilizar parcerias locais que possam disponibilizar recursos materiais (projetor, tela, cadeiras, etc) e físicos (salas) necessários às exibições;
  3. Organizar grupos de trabalhos locais para dar continuidade às atividades cineclubistas nos municípios;

Contatos

José Maria Reis – ecoturismo@argonautas.org.br

Samir Raoni – samiraoni@argonautas.org.br / www.samiraoni.wordpress.com / (91) 8181-4994

Portifólio de Realizações

comentários
  1. […] “Muito gratificante para esse movimento ver essa semente germinando. Gostei muito do desenvolvimento do texto, ate porque gosto do filme o Clube da Luta. As termologias que você usa para descrever os meninos (Mateus, Haoni e Francisco) também é bastante interessante, porque não é só porque cai bem no texto, mas eles tem muito disso mesmo, essa paixão, esse anarquismo militante, esse mosqueteiros, são desbravadores, carpinteiros”, escreveu Samir Haoni, do Cineclube Argonautas. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s