Arquivo de setembro, 2010

Ananindeua Ganha primeira Sala para exibição de grandes obras que marcaram a história do cinema, sempre com Entrada Franca!

De olhos bem abertos em quem tem os olhos meio fechados, o Cine Argonautas em parceria com a APJCC promove um ciclo de exibições com perolas do cinema oriental. Essa ação inaugura uma jornada da Associação em prol de criar um olhar mais atento a fantástica produção áudio-visual do oriente. O Brasil é o pais com maior numero de japoneses fora o japão, tendo aqui muitos imigrantes que deis do ciclo da borracha vieram para o Pará e passaram a fazer parte da realidade sociocultural desta terra, portal da amazônia. Brasileiros, filhos de gente que veio do outro lado do mundo, e que se adaptou harmoniosamente a nossa cultura; Já que poucos de nós vamos poder ir la fazer o mesmo, a APJCC propõe que façamos esse contato através da arte, através dos mestres orientais que emprestaram seus olhos à nós pelas lentes do cinema. O Ciclo Novos Orientes vai exibir cinco obras, entre eles 2 longas da primorosa animação japonesa que merece toda a sensibilidade de quem reconhece a verdadeira arte quando ela se apresenta. Enquanto alguns críticos discutem se esta pode ser considerada Arte como o cinema, alguns gênios como Miyazaki mostram que ela pode ser até mais.
(Lionay Dias, Samir Raoni e Thiago Oliveira)
Programação
(29/09) – Princesa Monnoke, Hayao Miyazaki
(06/09) – RAN, Akira Kurosawa
(13/10) – Dragão chines, Lo Wei
(20/10) – Sede de Sangue, Chan-wook Park
(27/10) – Túmulo dos Vagalumes, Isao Takahata
***
O Ciclo Novos Orientes vai acontecer nas sessões semanais que acontecem na Sala de Exibição do Restaurante Popular de Ananindeua (Cidade Nova VI, WE 72 com sn 22 – em frente a pça Dom Vincente Zico) à partir das 18h30, sempre com Entrada Franca!
O Ciclo vai iniciar com uma perola da animação japonese “Princesa Mononoke” de 1997, dirigida por um dos talentosos gênios do cinema de animação Hayao Miyazaki. O Cine tem a curadoria compartilhada entre os membros da APJCC, e nesses semestre exibirá também, grandes obras da cinematografia mundial, passando pela produção brasileira, americana, europeia, oriental e pelo cinema de animação.
Confira a sessão Princesa Mononoke (aqui)
*“Uma princesa entre os lobos , um mergulho nos princípios da natureza”

Sinopse:

Ashitaka é o jovem guerreiro do clã Emishi que é amaldiçoado ao defender a sua aldeia de um demônio criado pela violência humana. Assim, viaja até à região controlada pelo clã Tatara na esperança de compreender a maldição que lhe fora posta, antes que esta o mate. O que Ashitaka vai encontrar é um conflito entre os humanos e os deuses da floresta. Apanhado no meio do conflito, Ashitaka conhece San, a Princesa Mononoke, criada por lobos, e trava feroz brigas para acabar com os humanos que ameaçam a floresta. Ashitaka colocar-se entre San e Lady Eboshi, a líder do clã Tatara, procurando um meio de terminar a guerra.
Sobre o filme:
Em um épico sobre a tumultuosa relação do homem com a natureza, Miyazaki mostra como a animação tradicional japonesa, ao usar temas tão recorrentes como amor e ecologia, pode resultar em uma obra tão surpreendente. Com sua estética de sonho, ele pinta uma era de deuses ferais que, incapazes de defender a floresta da pólvora do homem, são consumidos por ódio e a vingança. Uma era, onde o homem também a perece entre guerras e pragas naturais, escolhendo domar a natureza para sobreviver. Sem maniqueísmos, Miyazaki combina politica e fantasia , príncipes e deuses, em uma guerra que não distingui lados, uma guerra onde sangue e lagrimas são os espólios, uma guerra como todas as outras.
Lionay Dias
SERVIÇO
Cine Argonautas apresenta “Princesa Mononoke”, de Hayao Miyazaki
Data: 29 de setembro (quarta-feira)
Horário: 18h30
Local: Sala de Exibição do Restaurante Popular de Ananindeua (Cidade Nova VI, WE 72 com sn 22 – em frente a pça Dom Vincente Zico)
ENTRADA FRANCA
Realização: APJCC e Cine Argonautas
Parceria: SEMMA e, Cine CCBEU, Ponto de Cultura Ananin e Rede Norte de Cineclubes (RNC)
Comentários: Lionay Dias, Samir Raoni e Thiago Oliveira
*Conferirá a Programação do Ciclo Novos Orientes (aqui)

 

APJCC realiza sessão pelo Dia Mundial da Cultura de Paz em Parceria com outros estados brasileiros.
 
Por Samir Raoni (APJCC-2010)
 
Dia Internacional da Paz é celebrado em 21 de Setembro, e teve sua primeira manifestação em 30 de novembro de 1981, pela ONU. Nesse dia o mundo mundo pede que todos os seres pratiquem a paz – mesmo que seja um grande desafio vivencia-la plenamente, afinal, não é porque é dia internacional da paz que vamos conseguir esquecer toda a violência existente no mundo, mas não podemos deixar de considerar que esse é um bom dia para olharmos a importância de cultiva-la, tentar estabelecer uma outra relação com os seres que viventes.
O Dia Internacional da Paz vai acontecer de 21 a 26 de setembro e tem sido construído por vários seguimentos da cultura do Brasil de forma colaborativa, através de uma Grande Ação em Rede, envolvendo Pontos de Cultura, Movimentos Socioculturas e Organizações Não-Governamentais de várias regiões do país que chegam para somar nessa grande ação planejada deis do  Encontro de Ponteir@s da Cultura de Paz realizada pelo Instituto Pólis que é Pontão de Cultura de Paz em São Paulo, sendo referência em metodologias, mapeamento e sistematização de metodologias e ações que emergem para uma transformação social regada pela Cultura de Paz.
O intuito de realizar uma ação colaborativamente com vários atores sociais no Dia Internacional da Cultura de Paz é proporcionar um compartilhamento de saberes, na perspectiva de uma construção coletiva e co-responsável para uma sociedade orientada pela prática do respeito, da solidariedade e dos valores da cultura de paz; além de fundamentar ação-reflexão-ação, tendo como proposta instrumentar essas ações para que elas envolvam o máximo de agentes de transformação de base possível, permeando a transmissão de valores, artes e saberes voltados para uma Cultura emergente para sustentabilidades humanas, que legitima o fazer e a cidadania culturais.
Estamos em diálogo através de e-mail, skype, msn deis de junho tecendo esse grande Boom Pela Paz. E agora, no mês de Setembro teremos inúmeras atividades acontecendo, podendo ser acompanhadas pelo blog GT Cultura de Paz ou pelo Portal da Rede Norte de Cineclubes.
A Comissão Nacional de Pontos de Cultura através de seu Grupo de Trabalho de Cultura de Paz fez algumas propostas na lista, discutidas no Congresso Internacional de Drama Teatro e Educação (IDEA) e em outros fóruns e espaços de referido interesse temas importantes que apontem nessa direção, e muitas propostas foram apresentadas e as que pareciam mais urgentes de serem materializadas foram aprovadas, e um dos resultados que vale citar aqui nesse espaço é a Carta de Cultura e Educação Transformadora com alguns nortes temáticos destas práticas.
Nosso proposito é que cada envolvido realize alguma ação que tenha a cultura de paz como proposta, as linguagens podem e devem ser as mais diversas possíveis: teatro, dança, poesia, grafite, artes visuais, no caso da Associação Paraense de Jovens Críticos de Cinema (APJCC), optamos pelo audiovisual.
A Associação Paraense de Jovens Críticos de Cinema faz coro a Rede Nacional de Pontos de Cultura que conta com mais de 2.700 pontos de cultura em todo o país, convidando todos os amantes da sétima arte a participar da sessão do filme “Tempos de Paz’, de Daniel Filho, nesta sexta-feira, a partir das 18h00 no Restaurante Popular de Ananindeua.
Essa sessão visa somar nessa grande Ciranda pela Paz! Vamos irradiar essa luz, praticando um outro mundo mais humano, fraterno, solidário, possível!
Confira a sessão (AQUI)

Parceria entre APJCC e Cine Argonautas, exibe “Tempos de Paz”
Por Samir Raoni (APJCC-2010) 

O próximo dia 17 de setembro marca o novo ciclo de exibição do Cine Argonautas que inicia com o filme. “Tempos de Paz” de Daniel Filho, a sessão integra a programação em rede do Dia Internacional da Cultura de Paz (aqui), Realizado pela Comissão Nacional de Pontos de Cultura através de seu Grupo de Trabalho de Cultura de Paz na qual a Associação Paraense de Jovens Críticos de Cinema é parceira.

A sessão também faz coro a mostra “Curta a Cultura de Paz” que acontece no dia 21 de setembro no Instituto Pólis – Pontão de Cultura de Paz. Importante lembrar o dia conta com inúmeras manifestações e praticas pela Cultura de Paz dos mais diversos pontos de cultura e movimentos sociais do Brasil. Em Belém a APJCC realiza sessão em parceria com o Cine Argonautas, que realiza sessões todas as sextas-feiras no Restaurante Popular de Ananindeua (localizado na cidade nova VI), sempre com entrada franca.
A curadoria do Cine será feita colaborativamente entre os Argonautas e a APJCC, e nesses semestre exibirá, grandes obras da cinematografia mundial, passando pela produção paraense, brasileira, americana, europeia, oriental e pelo cinema de animação. Para dar início à programação, o filme Tempos de Paz do cineasta brasileiro Daniel Filho, que tem feito um belo trabalho nessa arte chamado cinema. O filme não gerou uma grande repercussão no cinema comercial, e suas imagens em movimento ainda continuam inéditas para muitos cinéfilos, e cabe a nós difusores dessa arte tão preciosa, revelar o olhar daqueles que ainda não se permitiram deslumbrar-se com essa janela visionária.
Sessão: Tempos de Paz
Em abril de 1945 os combates da 2º Guerra Mundial já cessavam na Europa, mas o Brasil ainda estava tecnicamente em guerra. O combate entre Segismundo, interrogador alfandegário e ex-torturador da polícia política de Getúlio Vargas, com o ex-ator polonês Clausewitz, confundido com um nazista fugitivo, se desenrola na sala de imigração do porto do Rio de Janeiro. Tudo porque o fim da Guerra, por ironia do destino, é o que tira a paz de Segismundo. Ele teme a vingança de seus ex-prisioneiros. E hoje chefe da imigração na Alfândega do Rio de Janeiro, Segismundo é quem decide quem entra ou não no país. Clausewitz terá que usar todo o seu talento de ator para provar que não é um seguidor de Hitler. O filme retrata um período crítico da história brasileira e fala do maniqueísmo e da luta pela vida.
SERVIÇO
Cine Argonautas apresenta “Tempos de Paz”, de Daniel Filho
Data: 17 de setembro (sexta-feira)
Horário: 18h
Local: Restaurante Popular de Ananindeua – Cidade Nova VI
ENTRADA FRANCA
Realização: APJCC e Cine Argonautas
Parceria: Secretária de Meio Ambiente de Ananindeua e RNC
Comentários: Samir Raoni